Recortes

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender. Alexandre Herculano

terça-feira, 11 de agosto de 2009

About love, live and understanding

Nascemos rodeados de amor; crescemos a amar os pais, os irmãos, a família; Vem a adolescência e achamos que esse sentimento é diferente e que morremos de amores por aquelas grandes paixões que vão surgindo...
Mais tarde percebemos que afinal o Amor tem muitas e variadas formas; entendemos então que se torna mais refinado, que não tomamos qualquer paixão fervorosa como a única fonte de prazer; que podemos amar com igual sofridão uma flor, um gato, um livro, uma música... a vida.
Aprende-se a saborear os mais variados momentos, a retirar lições de cada suspiro e de cada lágrima.
Mas os erros também nos acompanham, pois a aprendizagem é exigente e constante.
E desengane-se quem julgue o contrário... faz parte da nossa condição humana.

So live, love and understand

15 comentários:

adriana disse...

Querida The Brise,
Que bela Jornada você está traçando.
Plena de Amor & Luz!

Marise Catrine disse...

Adriana,

Estou bem inspirada por todos que me rodeiam.
:))

**

Viajante disse...

Olá Marise Catrine

Para mim Amor é um estado de alma que existem mesmo que não haja nada ou ninguem para mar. O amarmos alguém, não é mais que derramarmos um pouco da nossa alma sobre ele e nada será como dantes.

Saudações

O viajante

Hod disse...

Bonne nuit, Marise, petit papillon!!

Menina, que lindo os panoramos do caminho que estas asfaltando!!

Muito amor, bençãos para esta semana!!!
Bjuss!!
Aloha!!
Hod.

Adelaide Figueiredo disse...

Bem observado.

Bjs

Essencialma disse...

Que lindo texto borboletinha crescida!
Sabes, á bem pouco tempo eu e a shin, lá no desmisticando, encontramos uma particularidade que nos une, algo que pensamos da mesma maneira...
Eu sempre achei que amor é amor...o sentimento maior que une as pessoas, para mim é amor, e esse pode ser sentido entre as pessoas independentemente do parentesco ou se evolui para um relacionamento...a base para mim é um amor maior, que ocupa o peito e o enche de luz!
Talvez seja uma noção que temos de que no fundo todos somos almas unidas em amor, ma sem parentesco, que numa ou noutra vida tudo se inverte e quem é pai ou mãe ou namorado, deixa de o ser...n sei...a verdade é que é muito bom poder sentir esse amor...

Que do seu nos seja dada essa capacidade de nos amarmos uns aos outros...

Muita luz borboleta! beijos

Marise Catrine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marise Catrine disse...

Viajante,

Que bela forma de expressar o Amor.
"é um estado de alma"; "derramarmos um pouco da nossa alma"- maravilhoso!
MUITO grata pelo complemento. ;)

****

Papá Hod (permita-me a expressão),

Costumo dizer que estou no meu caminho. Com maior ou menor dificuldade, hei-de chegar ao destino. ;)

Beijocas


Adelaide,

Às vezes dá-me para pensar em cada coisa... LOL


Essencialma,

Percebo bem a que te referes. Gostei da tua referência ;)
Eu acho que amo muito; sejam coisas/ seres / pessoas... mas ainda sinto alguma dificuldade em me desligar dos "rótulos". Mas o que interessa no fundo é sabermos amar... tal como se falou no Dezmistificando.

Beijocas minha querida

Essencialma disse...

Marise,
Sabes...acho que nós que amamos muito somos muito saudáveis...nem que seja só nisso!

Acho que percebi o que querias dizer com "rótulos"...é dificil sentir um amor tranversal, quando a sociedade diz que é suposto gostarmos mais de determinadas coisas, ou pessoas apenas por serem da nossa familia...

Lembro-me de que como sempre senti um amor igual...pelas pessoas que realmente tinham significado para mim...quando pequena, e acho que ainda continua assim muitas vezes, a cabeça fica com o belo nó...eu pensava, então eu devia amar a minha mãe de uma forma diferente, por ser quem é, e por ter uma proximidade tão grande com ela, mas quando sinto amor por alguém ele é tão igual...é simplesmente amor..

Era mesmo o que sentia, e sinto "simplesmente amor"...algo tão essencial e tão simples como isso!

Beijos

Essencialma disse...

Lembrei-me duma melhor ainda...
Como posso eu amar um amigo que não conheço, como a ti e outros aqui dos blogs...com um amor igual, aos que conheço e que também iniciaram comigo um caminho...
A sociedade, diria...como pode ser amizade pela net, igual?! n pode...

Acho que só pode mesmo ser uma coisa de almas e simplesmente amor!

bjs

Marise Catrine disse...

Ai Essencialma amiga,

A maior conexão de alma que eu senti alguma vez na vida (conexão essa que deu origem a um grande e belo Amor) começou na net! Foi uma atracção de almas. Como eu te percebo. Muitos dizem que não faz sentido... talvez aqui todos consigam ser mais abertos a dar e receber? Não sei... Sei é que todos surgem na nossa vida com uma missão, não importa onde ou como.
;)

Beijocas grandes

Hod disse...

Marise, petit papillon,

bastane contente por receber de voce esse amor incondicional, é uma honra para mim, aceitar sua vibração energética na expressão que me alegra o coração....

Papá Hod!!! Amei Marise!!!

Obrigado Bebehim!!!

Beijos no profundo de teu coração e na superfície da alma!

Aloha!!

Papá Hod.

Angel of Light disse...

Mais tarde (re)aprendemos outras forma de Amor... (re)descobrimos que, afinal, somos feitos de Amor e nada mais...

Beijinhos de Amor e Luz!

cezarina disse...

Que lindo e esplendoroso texto,amiga!
Chego, leio e me encanto! Bem escrito e com profunda sabedoria! Te deixo um beijo com perfume de violetas recém desabrochadas! Um abraço de uma alma cigana!

Marise Catrine disse...

Hod,

:)))
sentimento recíproco.
***

Angel of Light,

Gostei do complemento :))
Obrigada.
****

Cezarina,

Obrigada. Mas essa sua alma bem sabe o que são sentimentos profundos
;)

Beijocas portuguesas.