Recortes

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender. Alexandre Herculano

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Momento do Elvis

Ainda vou a tempo de comemorar mais um aniversário do "rei".

Não sou uma fã devota como a Lilo, mas gosto muito desta voz forte aliada a uma sonoridade contagiante. Junto pois o útil ao agradável e partilho mais um dos "meus" clássicos de sempre. Daqueles que me fazem levantar o rabiosque da cadeira ou, simplesmente, abanar o pezinho (ahhh o quanto eu gostava de ter sido bailarina... shiu! É segredo)




7 comentários:

Shin Tau disse...

ehhe contagiante o Rei e tu :)

Também eu gostava de ter sido ... aquele segredo ;)

Beijocas grandes e acho que ainda vamos a tempo, que dizes?

Marise Catrine disse...

Ahhhhh, se vivesse próximo de ti dizia já: "Vamos nessa Vanessa".
Mas quem sabe...
:)))
Alegria é o que te me dás. Razão e a alegria.
;)
***

Karin disse...

Viva ao Rei, que nos anima!

^^

"Let's rock, everybody, let's rock.
Everybody in the whole cell block
was dancin' to the Jailhouse Rock."

la la la

Kisses*

Marise Catrine disse...

:O
também cantas?! Com La LA e tudo...
Ehhhh lááááá

Karin disse...

=X

HAZEL disse...

O que eu suspirei por ele durante anos e anos...

E fui eu casar com um homem mais fã ainda do que eu, imagina.

Devo ter para aqui uns 20 CDs do Rei, e livros com fotos da Graceland, e biografias...

E depois temos um filho.
Aos 2/3 anos, o nosso filho agarra numa guitarrinha de brincar e num microfone e começa a abanar as ancas e a cantar "Oh see, see see rider..."

O Elvis tem-me acompanhado a vida toda. Todos os dias oiço as suas músicas. Ou porque o Consorte se apropria do meu PC e "mete" no youtube, ou porque o L., como ontem à noite, por exemplo, canta de lá da sua cama "Sometin in da uai shi muuuuu", no seu inglês "de ouvido". ahahahahahah

Mas temos um problema. O L. ainda não sabe que o Elvis já não está entre nós. E ainda não descobrimos como contar-lhe. Dilemas de uma família de malucos...

Marise Catrine disse...

Ah querida Hazel.
Então tu és uma verdadeira fã. E já mostraste ao L. o filme da Lilo & Stitch? Eles é que ouvem o rei.. hi hi hi.
Acho muito giro quando os filhos herdam os gostos dos papás.
A questão da morte não é fácil... um dia mais tarde.
Olha o meu sobrinho tem 4 anos e adora Michael Jackson, mas só na fase do Billy Jean. Se colocarmos um video do MJ assim mais branquinho ele não quer e diz que não, não é o "Makel Jecsum". LOL!

Beijocas