Recortes

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender. Alexandre Herculano

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Sentimento de culpa

Sim, tenho andado pouco tolerante e confusa.
O stress, o meu Eu, a saudade, o trabalho, a preocupação com o Kenzo... fez-me iniciar aquela manhã de Sábado como se estivesse à beira da loucura.
Toca o telefone; número privado e conversa de vendedor. Sinto as mãos trémulas ao olhar para a pilha de trabalho em cima da secretária. Estou a trabalhar, não tenho tempo, e não, o meu trabalho não é como o seu.
Então não é que o Sr. do outro lado da linha me diz: "Deus queira que a Sra. nunca tenha um trabalho como o meu".
Engoli em seco e senti o nariz a dar aquele sinal de quem vai desatar a chorar.
"Peço-lhe desculpa, tem toda a razão. Volte a ligar-me a partir das 18h e terei todo o gosto em ouvir a sua proposta".
Fiquei o dia inteiro a pensar nesta situação e em como não podia ter sido mais rude. Descontrolei-me e alguém que está apenas a tentar ganhar o seu ao fim do mês (independentemente da maçada que são estes telefonemas e da sua persistência), acabou por servir de saco de boxe. Apesar de eu saber que não tenho o perfil para tal, nem que fosse por última necessidade, podia ser o meu trabalho...
Na segunda feira ao final do dia, estive ao telefone durante cerca de uma hora. Tudo para dizer que não estava interessada, algo que sabia ser a resposta final desde o inicio. Mas ouvi... e senti-me mais feliz o resto da noite.

(sempre a aprender)

10 comentários:

Viajante disse...

Olá Marise Catrine

A amabilidade com os outros é muito importante tanto para nós como para eles. Se para tal temos que fazer um esforço para os ouvir e ajudar, mais claro e iluminado irá ficar o nosso caminho.

Saudações

O VIajante

Essencialma disse...

Espetacular esse teu momento...eu acrescentaria que te mostrou também que o que quando julgamos ter o pior trabalho do mundo, ou as piores situações no trabalho, damos de caras com alguem bem pior...
Quando li este teu texto só pensei...que lindo momento de sincronicidade...uma lição que o céu propos que aprendesses, e que a tua alma sentisse!
E como tenho a certeza que és uma linda alma...assim foi o resultado...consciência e aprendizagem!

Muito bonito...mtos bjinhos

Marise Catrine disse...

Viajante,

Muito feliz fiquei com esta presença aqui!
Grata pelas palavras!
De facto, esta sociedade esquece demasiadas vezes que a amabilidade deve ser um dos seus pilares.

****

Marise Catrine disse...

Essencialma,

:)
Fiquei tão triste e sentida na altura, só me apetecia chorar mesmo. Sim, foi mesmo uma aprendizagem e também serviu para valorizar mais o meu próprio trabalho.

Obrigada por estas essências.
Beijocas

costela de adão disse...

Por uma variedade de razões nem sempre estamos abertos para atender os outros e podemos reagir de uma forma menos agradável. Mas acho que já resolveste isso e dedicaste o tempo necessário no momento disponível para tal. Já te redimiste. Bjk

Marise Catrine disse...

Costela de Adão,

Bota menos agradável nisso. Andei louca na semana que passou. Senti-me mal por isso. Tudo se resolveu. Felizmente.
Beijos

Shin Tau disse...

Marise,

fez-me lembrar um post que partilhei há tempos rkrkrkrkrkrk

é assim que se cresce meu doce! Parabéns, mas atrevo-me a dizer que para a próxima já serás capaz de mesmo naquele momento, depois de te cair a ficha de que estás a agir incorrectamente com um ser humano (por mais chato que seja), pedir logo desculpa e dizer que não queres.

Essas lições são valiosas, vão-nos mostrando como estamos mais conscientes do que fazemos, parabéns mesmo!

Beijcoas doces cheias de saudades

Marise Catrine disse...

Shin Tau TaU,

qUE BOM! Estou a crescer! :))))

Beijocas my darling.

Hod disse...

Marise, quando descobri o tamanho da meia verdade sobre esse conceito ou idéia imbutida a força por todas as culturas do planeta encontrei meios de eliminar esse sentimento...e consegui....por consequencia também afastei os manipuladores....

Feliz Dia do Amigo,

A - Amor Profundo
M - Maduro e Pleno
I - Isento de interesse
Z - Zen = Leve, clean
A - Apartado da mediocridade
D - Desprovido de mesquinharia
E - Eterno, por estar presente!!

Abrçs!!
Aloha!!
Hod.

Marise Catrine disse...

Hod,

Grata pelas palavras e pelo Acróstico. Lindo, lindo!!

Beijocas