Recortes

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender. Alexandre Herculano

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Confiança

Que bom sentir esta cumplicidade em momentos banais como o de há pouco.
Que sabor delicioso este que retiro deste género de diálogos... abertos a partilhas, isentos de preconceitos.
É bom saber que continuas aí e que me acompanhas nestas jornadas, mesmo que os caminhos sejam sinuosos e estranhos para ti.
Eu prometo que continuarei a dar-te a mão sempre que tiver medo e que tentarei não fechar mais portas nem janelas. É injusto para quem as tem sempre abertas.
Peço só mais um pouco de paciência. Havemos de lá chegar.
E assim arrisco a escrever uma frase para aqueles pacotes de açúcar:
Um dia deixo-me conduzir pelo coração e destruo as pedras do meu caminho!

10 comentários:

costela de adão disse...

Vai onde te leva o coração será mais do que o título de um livro. Será um desejo, uma ordem, uma súplica, uma vontade, dependendo dos sentimentos e momentos de cada um. É bom apreciar a descoberta destes momentos de partilha e cumplicidade. Beijos

Shin Tau disse...

Marise the Brise (a IdoMind tem razão,adopto)

A frase é tão maravilhosa!!! Com essas frases assim até punha acuçar no café rkrkrkrkkr

Bela imagem de um dos meus filmes preferidos ;)

Lindo está tudo cada vez mais linduuuuuu :*******

Anónimo disse...

ou então, como já disse o senhor, "pedras no caminho? guardo todas. um dia vou construir um castelo." beijos d algarve

PS. adoro o teu blogue. parabéns

Marise Catrine disse...

Costelinha,
Temos de nos guiar por ele, só é pena que os nossos medos teimem em nos atrapalhar.

Shin Tau,

Se tiveres vontade de investir em algo podemos lançar no mercado a nossa própria colecção de pacotes de açúcar. :)
Ui, estes filmes são uma paixão. E que lições se tornam para os mais atentos?!
Gracias.
Kisses

My dear friend,
:)))
É verdade, um dia teremos um castelo com muito para contar.
****

HAZEL disse...

Olá, Marise!

Obrigada pela visita e simpático comentário!
Bem... o livro começou ontem; pela letra Z, porque sou torcida, e gosto de fazer as coisas ao contrário. ehehhe

Volta sempre, és muito bem-vinda!
Beijos mágicos!

Adelaide Figueiredo disse...

Obrigada pela partilha.
Vamos pois destruir as pedras do caminho :)

Marise Catrine disse...

Adelaide,
Já começou ;)

Beijo

Marise Catrine disse...

Hazel,

Já fui espreitar de manhã cedo. Acho que faz sentido começar pelo Z ;)
Espero que também me visites de vez em quando.

Beijocas

Essencialma disse...

Olá! ontem acho que mandei um comentário mas se calhar deu erro e n foi enviado...n importa aqui estou de novo...
o que tinha referido, é como é bom quando a vida nos dá determinados bons momentos....é como se recebessemos pequenas prendas do universo!
Espero que pelo teu caminho sejam muitas essas prendas de luz!

Beijinhos

Marise Catrine disse...

Essencialma,
Sempre com umas belas palavras para este cantinho.
Obrigada ;)
Que venham mais prendas dessas.
Beijos