Recortes

Eu não me envergonho de corrigir os meus erros e mudar as opiniões, porque não me envergonho de raciocinar e aprender. Alexandre Herculano

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Fica...


Fica comigo só mais esta noite,
Não me deixes a combater os meus fantasmas sozinha
Não me deixes a contemplar a lua na esperança que assim os nossos olhares se possam cruzar,
Já o fizemos durante tantos anos...que só resta o cansaço.

Fica só mais um pouco,
Construíste-me um castelo mas não quero permanecer nele sem ti,
É necessário acrescentar-lhe cor e só o poderemos fazer juntos.

Fica mais um momento,
Pedimos ao Tempo que pare os seus ponteiros e nos deixe saborear este instante
Pedimos-lhe que abrande estas correrias e nos conceda alguma paz.

Fica e ampara-me as lágrimas...
Promete-me que esta distância um dia vai ter fim,
Que um dia nos poderemos tocar todas as noites,
Que um dia damos descanso a estes corações sempre em alvoroço.

Desculpa se não calo esta fonte de palavras que deveriam ser mudas,
Perdoa se não sei o valor do silêncio numa hora tão difícil,
mas permite-me dizer novamente

Fica... fica de uma vez.

12 comentários:

costela de adão disse...

Amiga, que súplica tão sentida e sofrida! Quem vos conhece compreende bem o porquê e a necessidade de a fazeres. Esperemos que não demore muito mais para teres o teu guerreiro sempre por perto. Mas, enquanto esse dia não chega, que continuem lutadores, pacientes e amorosos como até aqui. Bjs e força.

Marise Catrine disse...

Pois é Costelinha, este amor tem sido duro. Que belas histórias para contar aos netos não?!

Beijocas

costela de adão disse...

Tem sido duro, mas as pro(i)vações por que têm passado servem - não que fosse necessário - para mostrar que é verdadeiro e valioso.

Shin Tau disse...

Estou em sintonia contigo :)

Não digo isso ao meu Guerreiro mas a mim mesma e à minha consciência. Sinto-me abandonada e não sei porquê! Estranho, não é?

Que lindo poema, estou a adorar descobrir esta tua vertente :)

Será uma bela história para contar aos netos, sem dúvida!

:***

Marise Catrine disse...

Oh Shin,
A ti nem preciso explicar estes sentimentos. Também tu já viveste muitas noites a olhar a lua não é verdade?
De 3 em 3 semanas cá estou eu a olhá-la de novo, durante mais três semanas... A vida prega-nos cada partida.

***

marcelo dalla disse...

Lindo, lindo! Um poema eterno: a princesa que habita em todas as mulheres e o guerreiro que habita em todos os homens. bjo

Guerreiro disse...

E é na lua que vejo reflectida a tua imagem todas as noites...

Sei que estás desse lado...

E prometo-te que isto um dia vai ter fim...

O meu coração, a minha alma e os meus anjos estão aí contigo sempre, sabes disso...

Aquele beijo

Marise Catrine disse...

Marcello,
É de facto um tema eterno. São os efeitos daquele sentimento (como dizia o Elvis na música) "This thing we call Love".
Um beijo e o meu obrigada por deixar aqui a sua partilha.

Meu Guerreiro,
Estou sem palavras. Não contava que visses isto tão cedo.
Eu sei que estamos em sintonia.
Adoro-te.
Aquele beijo

IdoMind disse...

Marise poetise,

O Amor é lindo!
Pela força com que te expressaste, desejo que o teu guerreiro fique, um destes dias, para que possas oferecer-nos um poema sobre a esperança tão forte como este sobre a Espera.

Mil Beijinhos
IdoMind

Marise Catrine disse...

IdoMind,
(suspiro)!
Se fosse possível viver só com o AMOR, já estava há muito a viver numa cabana. LOL
Um dia deixamos de andar tão desencontrados. Um dia.
Beijocas

costela de adão disse...

Gostei tanto da mensagem do teu Guerreiro para ti. Uma lágrima mais teimosa acabou por espreitar. Muitos beijinhos para os dois, vocês merecem ser felizes.

Marise Catrine disse...

Costelinha...

Beijocas :)